Actividades
O IAREN exerce a sua actividade no domínio da qualidade da água com a elaboração de estudos que envolvem metodologias e técnicas inovadoras conseguidas com a utilização de elevada tecnologia e a mobilização de especialistas de reconhecido mérito.
 
Ao IAREN estão cometidos fins estatutários que, transcendendo o benefício dos seus associados, visam sem dúvida o interesse da comunidade. De facto, a sua actividade centra-se:
- na investigação destinada a responder a solicitações de organismos e instituições no seu domínio de intervenção;
- no apoio técnico aos organismos, instituições ou empresas, nomeadamente na formação e actualização de quadros técnicos;
- assessoria nos processos de montagem, funcionamento e remodelação de laboratórios;
- na elaboração, realização e dinamização de projectos de investigação;
- na publicação dos resultados da investigação a que se dedica;
- na permuta de conhecimentos científicos e técnicos com outras instituições;
- nos ensaios de colaboração interlaboratorial com instituições nacionais ou internacionais;
- na elaboração de estudos que envolvem metodologias ou técnicas inovadoras conseguidas com a utilização de elevada tecnologia e recurso a especialistas altamente qualificados;
- no apoio à formação e actualização de conhecimentos e reciclagem de quadros médios e superiores de laboratórios;
- na organização de cursos de curta duração, colóquios, seminários e outras iniciativas de índole semelhante, no âmbito das suas atribuições;
- no exercício de quaisquer outras actividades de carácter eminentemente científico ou de inovação no âmbito da qualidade ambiental que os Orgãos Directivos entendam dever prosseguir.
 
Até ao presente, o IAREN tem levado a cabo um conjunto de acções das quais se destacam as seguintes:
1- tem desenvolvido um vasto conjunto de estudos no domínio do controlo de qualidade da água, solicitados pelos seus associados e outras entidades, centrando-se a sua acção fundamentalmente na Região Norte, mas alargando-se ainda a todo o País. 
 
2- tem sido preocupação permanente do IAREN, incrementar o conteúdo inovador e a profundidade dos estudos a que se dedica, nomeadamente com a apresentação de trabalhos em várias reuniões científicas nacionais e internacionais.
 
3- a convite de instituições estrangeiras tem vindo a participar em exercícios de calibração interlaboratorial de técnicas analíticas, assim como da certificação de materiais de referência.
 
4- em 1997, organizou o “IX Symposium on Handling Environmental and Biological Samples in Chromatography”. O Congresso teve lugar no Porto, de 10 a 13 de Outubro de 1999, tendo reunido cerca de 200 congressistas de todo o mundo. Em 2012 irá organizar o “7th European Conference on Pesticides and Related Organic Micropollutants in the Environment.”
 
5- tem organizado cursos de formação na sua área de intervenção.
 
6- a aquisição de equipamento de elevada tecnologia, tem permitido a realização de trabalhos pioneiros na área do controlo de qualidade da água onde as técnicas habituais se têm mostrado insuficientes.
 
7- tem apoiado a actividade do ensino dos alunos da Disciplina de Hidrologia e Análises Hidrológicas da Licenciatura em Ciências Farmacêuticas, permitindo o contacto directo com equipamento altamente especializado e a aplicação destas técnicas nas aulas práticas da disciplina. O contacto com a realidade profissional permite abrir novas portas na área analítica e desenvolver uma consciência ambiental.
 
8- têm vindo a colaborar directamente em trabalhos de investigação com o Laboratório de Hidrologia da Faculdade de Farmácia do Porto
 
9- o IAREN tem colaborado com entidades públicas e privadas: Câmaras Municipais, Serviços Municipalizados, Entidades Gestoras, Administrações Regionais de Saúde, Centros de Saúde, Hospitais e Empresas não só da Região Norte, mas de todo o País. Assim tem possibilitado a satisfação das crescentes exigências na matéria do controlo de qualidade da água de consumo, da água para produção alimentar e para outros fins, assim como a caracterização das águas residuais e lamas das ETARs.
 
10- tem também proporcionado a obtenção de respostas rápidas a problemas emergentes, nomeadamente no que respeita ao apoio científico e técnico a que as entidades implicadas na gestão ambiental recorrem e ainda a formação de técnicos especializados.